Tempo de leitura: 05 Minutos

 

A sigla SESMT é usada para nomear os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança do Trabalho. São membros dos SESMT os seguintes profissionais:

  • Técnico de Segurança Do Trabalho

Necessário registo de formação de acordo com a lei 7410/85;

 

  • Engenheiro de Segurança

Engenheiro ou arquiteto especializado em engenharia de segurança do trabalho;

 

  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho

Técnico em enfermagem com qualificação de auxiliar de enfermagem do trabalho;

 

  • Enfermeiro do Trabalho

Enfermeiro formado com especialização em enfermagem do trabalho;

 

  • Médico do Trabalho.

Médico formado com especialização em medicina do trabalho.

 

Qualquer empresa que é regida pela Consolidação das leis do trabalho (CLT), que atue em suas conformidades, tem por obrigação manter uma equipe de SESMT em pleno funcionamento.

 

O SESMT é trazido pela NR-4, a norma que informa como deve ser a atuação de cada um destes profissionais dentro do ambiente de trabalho.

As atividades são diversificadas, sendo sempre baseadas na quantidade de riscos de acidentes de trabalho que determinada função oferece.

 

As atribuições são:

 

  • Aplicar e desenvolver soluções com a finalidade de eliminar riscos;
  • Definir os equipamentos de proteção necessários para cada uma das atividades desenvolvidas;
  • Desenvolver e dar continuidade no processo de educação continuada em segurança do trabalho com foco na conscientização e prevenção;
  • Treinar, apoiar e colaborar com a CIPA;
  • Realizar o levantamento de todos os assuntos ligados a acidentes de trabalho, incluindo possíveis demandas judiciais e administrativas;
  • Ações de emergência e de primeiros socorros em casos de acidentes.

 

Para que as atividades do setor sejam executadas, é necessário ter ao menos o Técnico de segurança e o Auxiliar de Enfermagem durante todo o expediente, e em casos onde mais de 50% dos funcionários estejam expostos ao risco, deve haver a presença de outros membros, com hierarquia superior.

 

A obrigatoriedade é prevista e deve ser adaptada para eliminar riscos que são relacionados ao CNAE da empresa.

 

O objetivo do setor deve ser sempre levar melhorias para o ambiente de trabalho, e estas melhorias, sempre focadas em oferecer mais segurança, prevenindo acidentes, incidentes e doenças ocupacionais.

 

O SESMT deve atuar sempre em conjunto com a CIPA (Comissão interna de prevenção de acidentes), e deve atuar no envolvimento com ações como SIPATs e eventos de conscientização coletiva.

 

Ter um corpo preparado para atender dúvidas ou possíveis intercorrências, eleva o grau de segurança da sua empresa.

 

Não perca tempo! Invista em um plano de segurança com medidas e soluções necessárias para atingir a meta de Zero Acidentes!