Tempo de leitura: 05 Minutos

Você conhece a importância do Mapa de Riscos?

 

O Mapa de Riscos é uma ação de prevenção básica, que deve ser realizada por membros da CIPA (comissão interna de prevenção de acidentes) ou pelos profissionais designados pela gestão de segurança. Tem como principal objetivo a aplicação de princípios e metodologias para mapeamento dos possíveis riscos existentes no ambiente de trabalho. Deve servir de estímulo e alerta em questões que envolvem a execução do #TrabalhoSeguro. A partir disso, é possível elaborar programas de melhorias de condições de trabalho.

 

Não existe a possibilidade de falar de análise de riscos envolvendo medidas à serem tomadas por profissionais da #SegurançaDoTrabalho, sem citar a necessidade de adotar a segurança como pilar cultural. Na década de 60 foi realizado um estudo por um sindicato Italiano, que adotou a seguinte medida: entrevistar os trabalhadores que executam as atividades, solicitando que avaliassem o local que realizavam suas atividades. O objetivo de inserir a visão dos funcionários, era encontrar uma maneira de minimizar, ou quando possível, eliminar por completo todos os riscos existentes.

 

Esta metodologia ficou conhecida como Modelo Operário Italiano, e desde então sabemos que a segurança é um assunto que deve atingir todos os níveis hierárquicos. Este estudo classificou os riscos em níveis, e em 1992, a classificação de riscos passou a constar na NR-9.

 

O objetivo disso é mostrar que toda questão de segurança deve passar igualmente por todos os setores, uma vez que caberá à eles executar a avaliação das mudanças, levando em consideração a veracidade dos fatos apontados. Por isso não há apontamento melhor do que daqueles que estão expostos ao risco no dia a dia, este ainda é o modelo mais legítimo de comprovação.

 

Todo processo precisa ser diagnosticado, levando em consideração a individualidade de cada situação. Só assim é possível estabelecer medidas de controle que vão resultar em prevenção de verdade. Um dos erros mais comuns na elaboração do mapeamento de riscos, é manter este processo somente com os membros da gestão, não observando e levando em consideração os profissionais de níveis hierárquicos mais baixos, e que estão mais expostos aos risco no dia a dia.

 

Conhecer as atividades da sua empresa é a melhor forma de mostrar zelo por quem faz parte do dia a dia. Estar ciente dos riscos e ser bem preparado para lidar com eles de forma saudável é fundamental. Conheça os riscos da sua atividade, e atinja a marca de ZERO ACIDENTES!