Tempo de leitura: 05 Minutos

Protocolos de segurança como garantir que sejam seguidos?

 

Segurança do trabalho

 

Falar de segurança do trabalho, parece uma tarefa fácil, principalmente quando existem normas regulamentadoras, leis e contribuição de diversos órgãos nacionais e internacionais. Por se tratarem de medias previamente estruturadas e previstas em diversas doutrinas, basicamente exigem a simples aplicação ao ambiente, e garantia de protocolos, visando garantir a segurança de cada um dos colaboradores, enquanto valoriza a imagem da empresa perante o mercado.

 

Mas infelizmente, ter apenas o conhecimento do que deve ser feito não basta, ou se transforma em atitude segura.

 

A maior dificuldade enfrentada na área de segurança do trabalho é a de transformar a conscientização em ação, e fazer com que os trabalhadores respeitem os protocolos e utilizem os

equipamentos de proteção individuais EPI’s, absorvendo as orientações e instruções, atuando de maneira segura.

 

Um ponto importante para garantir que medidas sejam aplicadas, é dar ao funcionário o poder de perícia nos materiais, podendo levar uma reclamação formal à gestão, solicitando a troca, e manifestando a recusa de realizar a atividade enquanto não houver substituição. O poder de perícia deve se estender também ao direito de um funcionário advertir o outro em caso de ausência de cumprimento de protocolo, ou execução incorreta de funções, sendo possível sinalizar possíveis problemas com antecedência.

 

Sabemos da dificuldade de implementar estas medidas em épocas comuns, mas com o avanço da pandemia e endurecimento de medidas contra a Covid-19, os protocolos de distanciamento precisam ser tomados de maneira mandatória, deixando a segurança do trabalho com uma complexidade ainda maior.

 

Pensando nisso, nós da AGMOV separamos 03 dicas de como promover a segurança do trabalho, em tempos onde não é possível realizar SIPAT’s, palestras e congressos. São elas:

 

Atuação constante da gestão nos protocolos – Todo funcionário se espelha no topo, onde estão gestores e diretores, aqueles que tem o poder de tomada de decisões. Como existe uma cultura errônea de que estas pessoas estão “acima das regras”, escolherem optar pela segurança,  reflete diretamente na atuação do corpo de funcionários. Os líderes devem ser os primeiros a estimular e respeitar as medidas trazidas pelo plano de segurança, evitando assim falhas na comunicação.

 

Oferecer capacitação – É necessário entender que de nada adianta apenas repetir o protocolo, e não capacitar devidamente o funcionário para que seja seguido. A empresa deve oferecer capacitação por meio de cursos, treinamentos e simulações de emergência. Levar também em consideração que cada funcionário absorve as informações de um jeito, sendo necessário, uma pessoa em constante atuação para apurar e esclarecer possíveis dúvidas que surgirão.

 

Monitoramento constante e publicidade das medidas  – Implantar normas ou um plano de segurança personalizado, que determine os protocolos de segurança do trabalho é uma atitude necessária, porém, não somente o bastante. Afirmamos isto porque o acesso à informação do plano de segurança deve ser público, de fácil acesso e fácil entendimento. Devem existir diversos canais que vão desde murais, sinalizações até uma pessoa capacitada para orientar de acordo com o plano desenvolvido e as dúvidas da equipe.

 

Desta forma, é possível garantir a segurança dos trabalhadores da sua empresa, mesmo em tempos difíceis como estes que estamos enfrentando!

 

Nós da AGMOV estamos dispostos a ajudar! Disponibilizando nossas soluções e a capacitação de nossos profissionais para auxiliar na melhor tomada de medidas para sua empresa.