Tempo de leitura: 05 Minutos

VOCÊ CONHECE A DIFERENÇA ENTRE DOENÇA DO TRABALHO E DOENÇA PROFISSIONAL?

 

Diversos fatores contribuem para o surgimento de doenças mentais e físicas, levando à diminuição da qualidade de vida dos profissionais, e com isso acabam surgindo as doenças profissionais e de trabalho, que embora pareçam estar inseridas em um mesmo contexto, não se tratam da mesma coisa. Existem diferenças significativas entre elas, exigindo diferentes medidas preventivas, terapêuticas e curativas.

 

Também conhecida como doença ocupacional, a Doença do Trabalho é causada por condições ambientais no local de trabalho e pode fazer com que os trabalhadores se afastem temporariamente, exigindo tratamento e cura de longo prazo. Nesta o trabalho é um fator de risco para o surgimento de doenças devido às condições em que o trabalho é realizado.

 

Um exemplo de doença ocupacional ou do trabalho é a perda auditiva devido ao ruído no ambiente e o não uso adequado de equipamentos de proteção individual de qualidade.

 

A Doença Profissional está diretamente ligada à exposição continuada a fatores de risco que podem ser biológicos, físicos, químicos ou radioativos, e com o tempo pode até piorar a condição existente antes do início da atividade.

 

Como exemplo de doença ocupacional ou profissional, temos a Lesão por Esforços Repetitivos - LER, também conhecida como Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho - DORT.

 

Ações que valorizam o atendimento ao colaborador, como investir em medidas que realmente oferecem proteção à médio e longo prazo, além de aumentar a produtividade, aproximam os colaboradores criando um ambiente agradável. A Segurança do Trabalho cuida do trabalhador como um todo, mente e corpo, proporcionando medidas seguras relacionadas ao trabalho, além de cuidar e prevenir distúrbios como lesões físicas, depressão e ansiedade.